fbpx

Seja bem-vindo

O novo site Santos&Santana 2017 está no ar.

Artigos e Publicações

Direito do consumidor: competência legislativa concorrente e primazia da lei federal

O Plenário do STF julgou favoravelmente, em 03 de agosto de 2017, a Ação Direta de Inconstitucionalidade de nº 750-RJ, que declarou inconstitucionais os incisos II, III e IV do art. 2º da Lei Estadual nº 1.939/1991, que dispunha sobre a obrigatoriedade de informações específicas nos rótulos de produtos alimentícios comercializados no Estado do Rio de Janeiro. A decisão é um importante precedente em litígios consumeristas e pode auxiliar a afastar leis Estaduais e Municipais mais rígidas que o CDC.

 

O cerne do julgamento foi a competência concorrente da União, Estados e Municípios para legislar sobre direito do Consumidor e, diante do conflito entre Lei Estadual mais rígida e Lei Federal mais complacente, qual deveria prevalecer.

 

O STF entendeu que, embora um rótulo com mais informações seja mais benéfico ao consumidor, a existência de uma exigência Estadual específica abriria espaço para que houvesse uma exigência diferente em cada Estado da Federação, senão para cada município.

 

Foi ressaltado, também, que permitir que Estados legislassem sobre tal questão poderia implicar na criação de uma barreira à livre iniciativa e ao comércio interestadual, uma vez que empresas de fora do Estado teriam mais gastos com a adequação às exigências locais, sofrendo barreira legislativa.

 

Embora a declaração da inconstitucionalidade afete, direta e imediatamente empresas que atuem no ramo alimentício, a tese que sustenta o julgado pode ser aplicada a outros setores ou mesmo outras Leis Estaduais e Municipais. Em tese não seria admissível, à luz da Constituição Federal, que as Leis Estaduais e Municipais impusessem obrigação mais rígida que a disposta em Lei Federal, no caso, o Código de Defesa do Consumidor.

 

EBook – Entraves à Exportação

Ler artigo completo

Bruna Siciliani é a nova head da área Trabalhista

Ler artigo completo

A revolução tecnológica e as relações de consumo

Ler artigo completo

Roberta Azeredo é a nova Head na área societária do Santos & Santana

Ler artigo completo

Sócio do S&S é convidado a integrar Conselho da Fecomércio SP

Ler artigo completo

Crise e oportunidades: o Brasil pode lucrar com as barreiras do aço e alumínio

Ler artigo completo

Sofia Rezende é a nova Head da área de Relações de Consumo do escritório

Ler artigo completo

Ganhos com exclusão do ICMS/Cofins reforça caixa das empresas

Ler artigo completo

A amenização do controle dos atos administrativos

Ler artigo completo

Corrupção e representatividade

Ler artigo completo

Legalização do desconto para compras à vista

Ler artigo completo

Limpeza de normas do comércio exterior

Ler artigo completo

A ausência ou irregularidade na aprovação de contas: qual o verdadeiro prejuízo?

Ler artigo completo

O conjunto de normas e a segurança jurídica no mercado de drones

Ler artigo completo

O sistema de registro de marca e as situações de fato e de direito

Ler artigo completo

Estamos entre os melhores escritórios pelo Leaders League

Ler artigo completo

Direito do Consumidor: a evolução tecnológica e seus desafios

Ler artigo completo

A responsabilidade objetiva e a presunção de inocência no Direito do Consumidor

Ler artigo completo